Jornal JF
Confira as melhores e mais importantes notícias sobre o INSS, economia, auxílios, benefícios, FGTS e novidades do Brasil, com o Portal Diário Oficial Notícias - A fonte mais completa e confiável para você!

VITÓRIA DOS APOSENTADOS! Banco paga FORTUNA a Aposentado por Empréstimo Concedido Indevidamente

A Justiça brasileira condenou o Banco C6 e o INSS a indemnizar um aposentado por um empréstimo consignado não autorizado

0

A justiça brasileira demonstrou mais uma vez o seu papel na proteção dos cidadãos contra abusos financeiros. Em recente decisão proferida pelo desembargador Friedmann Anderson Wendpap, da Justiça Federal de Curitiba, PR, foi determinado que o Banco C6 suspendesse imediatamente as deduções efetuadas a título de crédito consignado sobre o benefício de aposentadoria de pessoa natural de Arapongas, Paraná. Além disso, tanto a instituição financeira quanto o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) foram condenados a indenizar o aposentado em R$ 5 mil por danos morais.

O caso se desenrolou quando o aposentado descobriu que havia três contratos de financiamento em seu nome ao verificar seu extrato de benefício, que não havia autorizado. Esses contratos foram avaliados em R$ 2.196,00 e dois de R$ 4.030,42 cada. Ao dirigir-se ao banco para esclarecer a situação, foi informado de que as deduções eram juridicamente vinculativas. No entanto, o judiciário decidiu de outra forma para dois dos três contratos.


Como surgiu a decisão judicial?

Aposentado do INSS lendo notícia no celular. (Fonte: Freeepik).
Justiça cancela contrato de empréstimo de aposentado. (Fonte: Freeepik).

O juiz Wendpap esclareceu que a “dupla restituição” (remédio legal no Brasil onde o devedor deve devolver o dobro do valor cobrado injustamente) não era aplicável neste caso por falta de provas de má-fé por parte do credor. O juiz supôs que o crime parecia ter sido cometido por um terceiro que imitava o autor, o que não caracterizou má-fé.

CLIQUE AQUI e receba as PRINCIPAIS NOTÍCIAS pelo WhatsApp

O impacto de decisões judiciais em casos de fraude financeira

O magistrado também ressaltou a importância da indenização por danos morais, que deverá servir tanto para dissuadir práticas prejudiciais como para compensar a vítima pelos abusos sofridos. Na determinação do montante da indemnização, foram considerados fatores como os montantes cobrados, a duração dos atos abusivos, as condições financeiras do banco demandante e do banco demandado e a prevalência de tais casos. Aqui, o valor definido foi de R$ 5 mil.

Quais são as consequências deste caso para o Banco C6 e INSS?

Este veredito não só garante justiça para o reformado injustiçado, mas também estabelece um precedente significativo sobre a forma como as instituições financeiras e os órgãos governamentais devem lidar com casos semelhantes. Serve para lembrar a ambas as entidades o seu dever de garantir e verificar a legitimidade de qualquer operação financeira realizada em nome dos seus clientes ou beneficiários. Além disso, esta decisão dá importância ao tratamento e retificação adequados de casos de fraude para restaurar a confiança nos sistemas financeiros e governamentais.

Leia mais: URGENTE! Como OBTER Empréstimo de R$ 10 MIL no NUBANK RAPIDAMENTE! CONSULTE AQUI!

Para concluir, este caso de Arapongas representa uma lição crítica e um alerta para todos os envolvidos na gestão de contratos financeiros, particularmente no contexto de créditos consignados no Brasil. Reitera o poder judiciário como guardião da justiça e dos direitos individuais contra práticas ilícitas financeiras.

Veja Também: benefícios surpreendentes dos idosos!

NOVA LEI: 11 DIREITOS que ESCONDERAM do IDOSO com MAIS de 60 ANOS – MAS a JUSTIÇA MANDOU LIBERAR! (Fonte: João Financeira TV)

Dica bônus

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

 Dica extra: Tenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias: Clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube