Jornal JF
Confira as melhores e mais importantes notícias sobre o INSS, economia, auxílios, benefícios, FGTS e novidades do Brasil, com o Portal Diário Oficial Notícias - A fonte mais completa e confiável para você!

Veja como a Reforma tributária pode afetar a sua empresa

O que muda com Reforma tributária? Veja a seguir!

0

A Reforma Tributária tem sido um tema central nas discussões de empresas e entidades econômicas nos últimos meses, atraindo atenção significativa devido ao potencial que possui para reformular os custos e a competitividade das empresas.

Compreender o sistema tributário vigente é crucial para entender o alcance das mudanças propostas. Atualmente, o Brasil possui um sistema complexo, com impostos cobrados em múltiplos níveis: federal, estadual e municipal. Veja a seguir como as mudanças afetam as empresas e consumidores!

Objetivos e Benefícios da Reforma Tributária

Veja como a Reforma tributária pode afetar a sua empresa
Veja como a Reforma tributária pode afetar a sua empresa (Fonte: Edição / Diário Oficial Notícias).

A Reforma Tributária propõe uma simplificação deste panorama tributário, aumentando a transparência e reduzindo a complexidade na tributação sobre o consumo de bens e serviços.

Leia mais: BOAS NOTÍCIAS: Senado aprova isenção de IPVA! Veja Então Quem Tem Direito

Esta reforma é vista como uma medida essencial para impulsionar o crescimento econômico sustentável no Brasil, com estimativas apontando um possível aumento de até 10% no PIB em uma década.

A simplificação visa aliviar a carga sobre investimentos e importações, que atualmente são pesadamente tributados.

Principais Problemas do Sistema Atual

O sistema tributário vigente é caracterizado por sua cumulatividade excessiva, penalizando setores com longas cadeias produtivas, e por uma tributação baseada na origem, que agrava a guerra fiscal entre os estados.

Leia mais: Confira alguns direitos e deveres do trabalhador ATUALIZADOS para este ano!

A diversidade de alíquotas e legislações contribui para uma menor clareza para o consumidor e maior dificuldade na gestão tributária das empresas.

Estrutura da Reforma Proposta

A Reforma busca resolver esses desafios implementando a não-cumulatividade plena, tributando no destino e adotando três alíquotas: geral (padrão), reduzida (beneficiada) e zero.

No âmbito federal, destacam-se impostos como o Imposto de Renda (IR), Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), Programa de Integração Social (PIS), e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS). Há também impostos estaduais como o ICMS e municipais como o ISS.

Um ponto importante é que a reforma não pretende aumentar a carga tributária total, mas sim redistribuí-la de forma mais equitativa.

CLIQUE AQUI e receba as PRINCIPAIS NOTÍCIAS pelo WhatsApp

A proposta inclui um limite de 12,5% do PIB para a tributação sobre o consumo, com ajustes periódicos para assegurar que esse teto não seja ultrapassado.

Impacto e Importância Histórica

Em 2022, a carga tributária brasileira atingiu 33,71% do PIB, o maior valor desde 2010. Desde a popularização do termo “Custo Brasil” em 1995, os tributos têm sido um grande desafio para o setor produtivo.

Um estudo do Movimento Brasil Competitivo (MBC) revelou que o custo anual dos impostos para as empresas chega a aproximadamente R$ 1,7 trilhão, ou 19,5% do PIB, com as empresas destinando cerca de 38% de seus lucros ao pagamento de tributos, um percentual alto em comparação com padrões internacionais.

Mudanças Tributárias Específicas Propostas

Conforme já citado anteriormente, a reforma incluirá a substituição de vários tributos como IPI, PIS, COFINS, ICMS, e ISS por um Imposto sobre Valor Adicionado (IVA) dual, composto pela Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS), a cargo da União, e pelo Imposto sobre Bens e Serviços (IBS), sob responsabilidade dos estados e municípios.

Leia mais: Governo surpreende com adicional de R$ 900 no Bolsa Família: Veja então como receber

Impactos para o Consumidor e Setores Específicos

O novo sistema tributário proposto irá variar os impactos de acordo com diferentes setores:

  • Medicamentos terão alíquotas reduzidas e, em alguns casos, zeradas.
  • A tributação sobre herança e doação será progressiva e incluirá novos critérios para heranças no exterior.
  • Espera-se uma redução no custo da cesta básica com a definição de produtos isentos de impostos.
  • O IPVA irá expandir para incluir veículos aquáticos e aéreos e será mais caro para veículos com maior impacto ambiental.
  • Serviços financeiros e outros terão alíquotas específicas e tratamento tributário diferenciado, considerando as peculiaridades de cada setor.

Leia mais: Revelação Surpreendente: O Que Causa às Pessoas no Fim da Vida Verem Entes Queridos Mortos Há Anos

Essas alterações representam uma mudança significativa na estrutura tributária do Brasil, buscando maior justiça fiscal e eficiência econômica.

Veja Também: ACABA DE SAIR! AUMENTO DE 6,37% nas APOSENTADORIAS

ACABA DE SAIR! AUMENTO DE 6,37% nas APOSENTADORIAS – JÁ TEM DATA! NOVO VALORES para APOSENTADOS (Fonte: João Financeira TV)

Dica bônus

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extraTenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias. Então clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.