Jornal JF
Confira as melhores e mais importantes notícias sobre o INSS, economia, auxílios, benefícios, FGTS e novidades do Brasil, com o Portal Diário Oficial Notícias - A fonte mais completa e confiável para você!

Urgente! Banco Deve Parar Descontos, Devolver Valores em Dobro e Indenizar Aposentado em R$ 7 Mil – Confira!

Banco foi condenado a pagar R$ 7 mil para aposentado e a parar com descontos indevidos.

0

Um banco vai parar descontos pois recentemente foi condenado devido a descontos indevidos, devolver os valores cobrados em dobro e indenizar um aposentado em R$ 7 mil.

A decisão judicial visa reparar os danos financeiros e emocionais causados ao cliente, destacando a importância da proteção dos direitos dos consumidores, especialmente entre a população idosa e aposentada.

Este caso sublinha a necessidade de vigilância rigorosa por parte das instituições financeiras e reforça o compromisso da justiça em punir práticas abusivas.

Banco vai parar descontos

cédulas de dinheiro
Banco Deve Parar Descontos, Devolver Valores em Dobro e Indenizar Aposentado em R$ 7 Mil (Fonte: Edição / Diário Oficial de Notícias)

O autor da ação solicitou a nulidade contratual contra o Banco BMG S/A devido a descontos em seu benefício previdenciário referentes à Reserva de Margem Consignável (RMC), que ele alega não ter contratado.

Leia Mais: Urgente: Concurso do INSS: Governo se manifesta sobre a mudança de escolaridade para cargo – Confira

O aposentado afirmou que notou os descontos em seu benefício e verificou que o débito foi incluído pelo Banco BMG, embora ele não tenha realizado qualquer contratação com a instituição financeira.

Na ação, ele pediu a suspensão das cobranças referentes ao cartão de crédito consignado, a aplicação do Código de Defesa do Consumidor (CDC), a inversão do ônus da prova, a declaração de práticas abusivas pelo banco requerido, a indenização por danos morais e a devolução em dobro dos valores descontados.

O aposentado alegou ainda que não contratou a Reserva de Margem Consignável (RMC) com o Banco BMG S/A e que os descontos em seu benefício previdenciário foram feitos sem sua autorização.

Ele sustentou que tentou resolver a questão administrativamente, sem sucesso, e por isso requereu a suspensão das cobranças, a aplicação do Código de Defesa do Consumidor, a inversão do ônus da prova, a declaração de práticas abusivas pelo banco, a indenização por danos morais no valor de R$ 14.120,00 e a devolução em dobro dos valores descontados.

Em seus argumentos, o aposentado destacou que a prática do banco foi abusiva e que ele não realizou a contratação que gerou os descontos em seu benefício.

CLIQUE AQUI e receba as nossas PRINCIPAIS NOTÍCIAS pelo WhatsApp

Condenação do Banco

O Juiz Carlos Gustavo Urquiza Scarazzato acolheu integralmente os pedidos do autor da ação contra o Banco BMG S/A.

Leia Mais: INSS 2024: Novo Reajuste de 3,71% Beneficia Aposentados! Verifique aqui como fica novos valores! Consulte mais informações aqui agora

Ele declarou a inexigibilidade dos descontos referentes ao contrato de Reserva de Margem Consignável (RMC) e condenou o banco a ressarcir à parte autora os valores descontados, em dobro, atualizados desde a data dos descontos e acrescidos de juros legais.

Além disso, o juiz condenou o banco ao pagamento de uma indenização por danos morais no valor de R$ 7.000,00.

Veja Também: DIÁRIO OFICIAL: INSS pega TODOS de SURPRESA é OFICIAL, SAIU AGORA pouco

DIÁRIO OFICIAL: INSS pega TODOS de SURPRESA é OFICIAL, SAIU AGORA pouco (Fonte: João Financeira TV)

Dica bônus

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extraTenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias! Clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.