Jornal JF
Confira as melhores e mais importantes notícias sobre o INSS, economia, auxílios, benefícios, FGTS e novidades do Brasil, com o Portal Diário Oficial Notícias - A fonte mais completa e confiável para você!

NOTICIA TRISTE: STF determina que aposentados não receberão aumento nas aposentadorias – Saiba mais sobre a anulação da revisão! Entenda agora

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por cancelar o aumento de benefícios do INSS. Veja os detalhes a seguir.

0

No mês de março, o Supremo Tribunal Federal (STF) cancelou sua própria decisão que permitia a revisão da vida toda das aposentadorias concedidas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), entenda como isso pode afetar os aposentados.

STF cancela a Revisão da Vida Toda do INSS

agência da previdência social
STF determina que aposentados não receberão aumento nas aposentadorias (Fonte: Reprodução Google)

Durante o julgamento de duas ações de inconstitucionalidade contra a Lei dos Planos de Benefícios da Previdência Social (Lei 8.213/1991), o Supremo Tribunal Federal (STF) reverteu sua posição anterior.

Leia Mais: IMPOSTO DE RENDA! Primeiras parcelas da restituição são liberadas! Veja aqui quem recebe primeiro! Saiba como

Por 7 votos a 4, decidiu que os aposentados não têm o direito de escolher a regra mais vantajosa para o recálculo do benefício. A mudança de entendimento se deu porque os ministros analisaram as ações de inconstitucionalidade em questão, e não o recurso extraordinário que concedeu aos aposentados o direito à revisão.

Ao considerarem constitucionais as regras previdenciárias de 1999, a maioria dos ministros concluiu que a regra de transição é obrigatória e não pode ser facultativa para os aposentados, independentemente do cálculo mais favorável.

CLIQUE AQUI e receba as nossas PRINCIPAIS NOTÍCIAS pelo WhatsApp

O que é a revisão da vida toda do INSS ?

A Revisão da Vida Toda é um mecanismo de revisão de benefícios previdenciários que considera todo o histórico de contribuições do segurado, inclusive aquelas realizadas antes de julho de 1994, data de implementação do Plano Real.

Leia Mais: ÓTIMA NOTÍCIA! Banco do Brasil convoca idosos para resgatar dinheiro extra! Portanto Confira o passo a passo!

Assim, antes da Lei 9.876/99, o artigo 29 da Lei 8.213/91 estabelecia que o salário de benefício seria calculado a partir da média aritmética simples dos 36 últimos salários de contribuição, em um período não superior a 48 meses. Desse modo, com a entrada em vigor da Lei 9.876/99, esse artigo foi modificado, passando a considerar a média aritmética simples dos 80% maiores salários de contribuição do Período Básico de Cálculo (PBC) do segurado.

No entanto, a mesma lei estabeleceu uma regra de transição no artigo 3º, na qual os filiados até a data de vigência da lei (28/11/1999) teriam sua média calculada apenas com os salários a partir de julho de 1994. Isso resultou em situações em que segurados que contribuíram antes desse período foram prejudicados, pois suas contribuições anteriores não foram consideradas no cálculo.

Dessa forma, a revisão da vida toda visa proporcionar ao segurado a oportunidade de optar pelo método de cálculo de sua aposentadoria que melhor lhe convier, considerando todo o período de contribuição.

Julgamento da Revisão da Vida Toda

Durante o julgamento, o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do STF, destacou a importância de preservar a integridade fiscal do sistema previdenciário.

Leia Mais: SURPRESA NA CONTA! Pagamento em Dobro na conta dos Aposentados e Pensionistas em Maio! Saiba mais

“Ninguém se sente satisfeito por não poder beneficiar o segurado. Todos nós gostaríamos de oferecer o máximo possível a todas as pessoas, mas também devemos cuidar da solidez do sistema”, afirmou.

Além de Barroso, os ministros Luiz Fux, Cristiano Zanin, Flávio Dino, Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Nunes Marques também votaram contra a revisão. Por outro lado, André Mendonça, Cármen Lúcia, Edson Fachin e Alexandre de Moraes se posicionaram a favor da revisão da vida toda.

Veja Também: STJ OBRIGOU BANCO do BRASIL a DEVOLVER VALORES DE QUEM TRABALHOU ANTES de 1988!

STJ OBRIGOU BANCO do BRASIL a DEVOLVER VALORES DE QUEM TRABALHOU ANTES de 1988! Veja PASSO A PASSO (Fonte: João Financeira TV)

Dica bônus

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extraTenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias: Clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.