Jornal JF
Confira as melhores e mais importantes notícias sobre o INSS, economia, auxílios, benefícios, FGTS e novidades do Brasil, com o Portal Diário Oficial Notícias - A fonte mais completa e confiável para você!

Ministério da Saúde Amplia Vacinação Contra HPV! Saiba Tudo Sobre as Novas Diretrizes!

Vacinação agora no SUS para até 45 anos é emergencial e amplia prevenção. Proteja-se e fique tranquilo!

0

Uma mudança significativa na saúde pública brasileira foi anunciada esta semana, trazendo novas esperanças na luta contra o Papilomavírus Humano (HPV). Agora, pessoas entre 15 e 45 anos que utilizam a Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) ao HIV terão acesso à vacina quadrivalente, abrangendo os tipos mais comuns do vírus HPV.

A minister, Nísia Trindade, compartilhou a novidade pelas redes sociais, ambientada por uma publicação detalhada sobre as diretrizes de imunização. Esta medida visa proteger um grupo que, segundo estudos, apresenta risco elevado de infecção pelo HPV devido às suas práticas de risco.

O que muda com a nova política de vacinação?

Até então, a vacinação contra o HPV pelo Sistema Único de Saúde (SUS) estava limitada a faixas etárias mais jovens e pessoas em condições clínicas particulares. Com a inclusão dos usuários de PrEP, o acesso se expande, garantindo maior cobertura e prevenção.

Vacinação contra o HPV
Vacinação contra o HPV ( fonte: freepik)

Como funciona a vacinação para usuários de PrEP?

A partir de agora, a vacina do HPV estará disponível em qualquer serviço de saúde pública que disponibilize vacinas. Para se vacinar, o usuário de PrEP deve apresentar qualquer documento que comprove seu uso, como prescrição ou cartão de seguimento. O esquema vacinal proposto inclui três doses, administradas nos meses 0, 2 e 6, maximizando a eficácia da prevenção.

CLIQUE AQUI e receba nossas PRINCIPAIS NOTÍCIAS pelo WhatsApp

Os benefícios da vacinação HPVs para quem faz PrEP

A PrEP é uma estratégia eficaz contra a transmissão do HIV, mas não oferece proteção contra outras Infecções Sexualmente Transmissíveis, como o HPV. Incluir a vacina do HPV no protocolo de saúde de usuários de PrEP fortalece as ações de combate às ISTs, proporcionando uma prevenção mais ampla e eficaz.

Além de proteger contra os tipos 6, 11, 16 e 18 do HPV, responsáveis por uma grande parte dos casos de câncer cervical e verrugas genitais, a vacinação traz um alento para quem já utiliza PrEP e busca proteção adicional. Essa medida não só fortalece a prevenção de saúde individual, como também contribui para a saúde pública ao prevenir a transmissão desses vírus.

Leia mais: Lula diz que Pode Disputar a Reeleição e Revela que Não Tem Medo do Etarismo, Veja o Motivo!

A importância de manter as medidas preventivas

Ainda que a vacinação seja um passo significativo, a ministra Nísia Trindade enfatizou a importância de não abandonar outras formas de proteção, como o uso consistente de preservativos. A prevenção combinada é a estratégia mais eficaz para combater a disseminação do HIV e outras ISTs.

Leia mais: Você Pode Estar Perdendo Dinheiro com a Previdência! Descubra o Erro que Ninguém te Contou!

Com essas novas diretrizes em vigor, espera-se que haja uma diminuição nas novas infecções pelo HPV entre os usuários de PrEP, culminando em menos casos de doenças associadas ao vírus. O governo federal continua comunicando as mudanças aos estados, garantindo que a implementação da nova política aconteça de forma eficiente e abrangente.

Veja também: 10 DIREITOS que ESCONDERAM dos IDOSOS com MAIS de 60 ANOS – JUSTIÇA mandou LIBERAR e POUCOS CONHECEM

Saiba mais (João Financeira TV)

Dica bônus:


Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes
sociais:
CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!
CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!
Dica extra: Tenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias:
Clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assist
a