Jornal JF
Confira as melhores e mais importantes notícias sobre o INSS, economia, auxílios, benefícios, FGTS e novidades do Brasil, com o Portal Diário Oficial Notícias - A fonte mais completa e confiável para você!

Governo Pode Liberar “Auxílio Carne” para Famílias de Baixa Renda!

A reforma tributária brasileira propõe isenções de impostos para carnes, impactando seu custo e acesso.

0

A recente proposta de reforma tributária tem suscitado amplos debates no Brasil, com o governo federal ponderando incluir carnes na lista de produtos da cesta básica, isentando-os de impostos. Esta decisão poderia beneficiar economicamente os consumidores de menor renda, mas também levanta preocupações quanto ao equilíbrio das contas públicas e a justiça fiscal.

Atualmente, as proteínas como carne bovina, suína e de frango são essenciais na dieta dos brasileiros, com o governo tentando criar uma política que reduza os custos destes produtos sem prejudicar a arrecadação. Esta estratégia inclui potenciais mudanças na tributação desses itens, influenciando diretamente o poder de compra dos cidadãos.

Leia Mais: Como Conseguir um Empréstimo de R$ 10 mil no Nubank Rapidamente – Consulte Aqui

Governo Pode Liberar “Auxílio Carne” para Famílias de Baixa Renda!
Governo Pode Liberar “Auxílio Carne” para Famílias de Baixa Renda! Foto: Reprodução

O que significa isentar carnes de impostos na reforma tributária?

A proposta de isenção visa aliviar a carga tributária sobre alimentos básicos, promovendo maior equidade no acesso a alimentos essenciais. Esta iniciativa é apoiada tanto pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva quanto por membros da bancada ruralista, que veem na medida uma forma de auxiliar consumidores de baixa renda. No entanto, alguns líderes partidários expressam preocupações quanto ao possível desbalanço que essa isenção poderia criar nas receitas federais.

CLIQUE AQUI e receba nossas PRINCIPAIS NOTÍCIAS pelo WhatsApp

Como a isenção impactaria a economia?

A inclusão de proteína animal como item isento de impostos poderia, por um lado, diminuir o custo de vida de muitas famílias brasileiras. Por outro lado, críticos da medida alertam que isso poderia resultar em aumento nas alíquotas de outros produtos ou serviços, comprometendo a arrecadação necessária para outras áreas fundamentais como saúde e educação. A complexidade em diferenciar cortes de carne destinados a diferentes faixas de renda também complica a fiscalização e implementação de tal isenção.

Leia Mais: IMPACTO: Auxílio do Governo Federal! Descubra como RECEBER até R$ 600 MORANDO SOZINHO! VEJA DETALHES

Alternativas discutidas pelo governo para balancear a reforma tributária

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, propôs um sistema de cashback para quem necessita de suporte para adquirir alimentos básicos, visando balancear os impactos de uma isenção total. Esse sistema devolveria uma parte do valor gasto com carnes para os consumidores de menor renda, tentando manter a justiça tributária sem diminuir a arrecadação.

  • Impacto na arrecadação: Com uma possível alíquota de 10,6% sobre proteínas animais, estima-se um aumento de R$21,12 bilhões anuais na arrecadação.
  • Consumo nacional: Segundo dados das associações do setor, o movimento financeiro anual vinculado ao setor agropecuário gira em torno de R$199,23 bilhões.

A decisão sobre a isenção de impostos sobre carne na cesta básica ainda está em discussão, com o governo e os parlamentares buscando um consenso que combine responsabilidade fiscal com suporte social. O equilíbrio entre redução de custos para o consumidor e a necessidade de manter receitas adequadas para o governo é essencial para assegurar que a medida, caso adotada, beneficie efetivamente a população sem causar prejuízos maiores à economia.

Leia Mais: Estar com o Nome Sujo Prejudica a Aposentadoria? E Dívida Ativa? Descubra Aqui!

Veja também: INSS vai CORTAR benefícios

ALERTA: BENEFÍCIARIOS do INSS podem ficar SEM RECEBER nos PRÓXIMOS MESES APÓS ANUNCIO de PENTE FINO

Dica bônus:

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extraTenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias: Clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.