Jornal JF
Confira as melhores e mais importantes notícias sobre o INSS, economia, auxílios, benefícios, FGTS e novidades do Brasil, com o Portal Diário Oficial Notícias - A fonte mais completa e confiável para você!

Como calcular o valor da aposentadoria em 2024? Confira as Regras atualizadas

Aprenda em um artigo só como calcular todos os valores de aposentadoria!

0

Com a aprovação da Reforma da Previdência em 2019, muitos cidadãos se viram diante de dúvidas não apenas acerca das novas diretrizes estabelecidas, mas também sobre como determinar o montante a ser recebido de aposentadoria.

No entanto, não há motivos para preocupações! Neste artigo, vamos deixar claro as alterações que ocorrem na aposentadoria concedida pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) em 2024, destacando tanto as modificações quanto os aspectos que permanecem inalterados, além de apresentar um guia sobre como calcular sua futura aposentadoria! Não perca!

Calculando sua Aposentadoria em 2024: Um Guia Passo a Passo

Como calcular o valor da aposentadoria em 2024? Confira as Regras atualizadas
Como calcular o valor da aposentadoria em 2024? Confira as Regras atualizadas (Fonte: Edição / Diário Oficial Notícias).

Para determinar o valor da sua aposentadoria em 2024, é essencial compreender qual regra será aplicada.

Leia mais: Como idosos podem solicitar isenção do IPTU e economizar? Então confira todos os detalhes aqui

Em linhas gerais, o cálculo básico consiste em 60% da média de todas as contribuições efetuadas ao INSS desde julho de 1994, acrescido de um adicional de 2% para cada ano contribuído além do tempo mínimo. Esse período mínimo de contribuição é de 15 anos para mulheres e 20 anos para homens.

Esse método de cálculo é válido para a maioria das regras vigentes no INSS atualmente, com exceção das regras de pedágio de 50% e 100%, da aposentadoria para pessoas com deficiência e, em alguns casos, da aposentadoria por invalidez.

Dessa forma, quanto maior for o tempo de contribuição, maior será o valor recebido durante a aposentadoria. No entanto, é importante ressaltar que o valor máximo será limitado ao teto estabelecido pelo INSS. Em 2024, esse teto de contribuição é de R$ 7.786,02.

Continue lendo para mais informações sobre as mudanças e detalhes importantes sobre a aposentadoria do INSS em 2024.

Leia mais: FGTS Digital: Substituição de saque-aniversário por crédito consignado? Então entenda o que pode mudar

Mudanças nas Regras de Aposentadoria em 2024

O ano de 2024 traz consigo mudanças significativas nas regras de transição da aposentadoria, resultantes da Reforma da Previdência de 2019.

As principais alterações concentram-se na transição por pontos e na regra da idade mínima progressiva, enquanto o cálculo dos benefícios permanece inalterado.

A transição por pontos estabelece uma nova exigência de pontuação mínima, que varia conforme o ano de aposentadoria, somando idade e tempo de contribuição.

CLIQUE AQUI e receba as PRINCIPAIS NOTÍCIAS pelo WhatsApp

Por exemplo, em 2024, para as mulheres, são necessários pelo menos 91 pontos, e para os homens, 101 pontos.

Já a regra da idade mínima progressiva eleva a idade mínima de aposentadoria em seis meses a cada ano, até atingir 65 anos para os homens em 2027 e 62 anos para as mulheres em 2031.

Em 2024, as mulheres podem se aposentar com 58 anos e seis meses de idade, enquanto os homens precisam ter 63 anos e seis meses.

Além disso, duas regras de transição permanecem em vigor em 2024: o pedágio de 50% e o pedágio de 100%. O pedágio de 50% exige que o trabalhador pague 50% do tempo que falta para a aposentadoria, enquanto o pedágio de 100% requer que ele trabalhe o dobro do tempo faltante.

Em resumo, as mudanças nas regras de aposentadoria em 2024 refletem uma transição gradual para um sistema previdenciário mais equilibrado, garantindo uma aposentadoria sustentável para os trabalhadores brasileiros.

Aplicativo e Portal Meu INSS Oferecem Ferramenta de Simulação de Aposentadoria

O governo federal disponibiliza um serviço para auxiliar na estimativa do tempo restante para a aposentadoria, seja por idade ou tempo de contribuição. A simulação utiliza dados fornecidos pelo INSS e permite inclusão de vínculos e alteração da data de nascimento para uma estimativa mais precisa.

Leia mais: Nova Lei do Farol: Confira as Mudanças e Como Evitar Multas no Trânsito

É importante ressaltar que o resultado gerado pela calculadora é apenas para fins informativos e não garante o direito à aposentadoria. Todo o processo pode ser realizado de forma online, eliminando a necessidade de deslocamento até uma agência do INSS.

Caso queira usar, veja o tópico seguinte, onde você conseguira calcular o tempo de contribuição e estimar o valor de sua futura aposentadoria.

Como Utilizar a Ferramenta de Simular a Aposentadoria?

Para acessar a calculadora, basta baixar o aplicativo “Meu INSS” no seu smartphone ou acessar o site gov.br/meuinss pelo computador e selecionar o serviço “Simular Aposentadoria“.

Vale ressaltar que o demonstrativo gerado pela simulação é apenas uma estimativa e não garante automaticamente o direito ao benefício.

Ao atingir os requisitos necessários em uma das categorias simuladas, o segurado deve realizar o pedido oficial junto ao INSS para verificar a elegibilidade para receber o benefício.

Leia mais: BOA NOTÍCIA: Mega Feirão Libera 96% de Desconto nas suas Dívidas! Veja então como aproveitar aqui

Durante esse processo, podem ser solicitados documentos para comprovação dos períodos de contribuição, além da identificação dos dados pessoais do requerente.

Os detalhes específicos de cada regra podem ser consultados ao clicar nas setas ao lado direito dos tipos de aposentadoria no arquivo gerado pela simulação.

Com essa opção, é viável determinar quantas contribuições ainda são necessárias para adquirir o direito ao benefício, bem como o tempo restante até alcançar as idades mínimas exigidas.

A ferramenta contempla sete modalidades de cálculo, abrangendo tanto a aposentadoria por idade quanto por tempo de contribuição.

Como Fazer Cálculo do Valor da Aposentadoria à Mão?

Suponha que você, do sexo feminino, planeje utilizar a regra de transição por pontos para se aposentar. Nesse caso, será aplicado o novo cálculo padrão do valor do benefício.

Todas as suas contribuições para o INSS desde julho de 1994 serão consideradas para calcular a média do valor contribuído. Por exemplo, se sua média de contribuição foi de R$ 4 mil ao longo de 31 anos, o cálculo será feito da seguinte forma:

Leia mais: MUDANÇAS no Calendário de pagamento PIS/PASEP 2024: Então veja quais aqui

Você receberá 60% da média, mais 2% para cada ano contribuído além dos 15 mínimos (considerando que contribuiu por 16 anos além do mínimo exigido). No caso de ser do sexo masculino, seriam 11 anos além dos 20 mínimos.

Portanto, seu benefício inicial será de 60% + 32% = 92% da média de contribuições, totalizando R$ 3.680, com possibilidade de reajustes anuais.

Por que é fundamental buscar orientação de um advogado especializado em direito previdenciário?

Além das instruções fornecidas sobre como calcular sua aposentadoria, há uma recomendação adicional de extrema importância: consultar um advogado especializado em direito previdenciário!

Esses profissionais possuem” expertise” específica para oferecer uma compreensão mais aprofundada das normas e regulamentos do sistema de seguridade social.

Eles podem fornecer orientações abrangentes sobre as diversas alternativas disponíveis relacionadas à aposentadoria, pensões e demais benefícios previdenciários.

Além disso, ao contar com a assessoria de um advogado experiente, você pode prevenir potenciais equívocos burocráticos que poderiam prejudicar ou atrasar seus pleitos.

Portanto, é altamente recomendável buscar o auxílio de um advogado especializado em direito previdenciário para garantir que você esteja devidamente informado e protegido.

Veja Também: SAIU NOVIDADES para APOSENTADOS – JOÃO FINANCEIRA ao VIVO

SAIU NOVIDADES para APOSENTADOS – JOÃO FINANCEIRA ao VIVO (Fonte: João Financeira TV)

Dica bônus

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extraTenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias. Então clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.