Jornal JF
Confira as melhores e mais importantes notícias sobre o INSS, economia, auxílios, benefícios, FGTS e novidades do Brasil, com o Portal Diário Oficial Notícias - A fonte mais completa e confiável para você!

Alarmante! Disciplina violenta afeta 400 milhões de crianças. Saiba mais!

O relatório da UNICEF revela dados alarmantes sobre disciplina violenta contra crianças. Situação prejudica o desenvolvimento infantil.

0

Um relatório recente publicado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância, conhecido também por Unicef, aponta dados alarmantes sobre a realidade vivida por crianças menores de cinco anos em diversas partes do mundo. Esse levantamento destaca que uma grande maioria dessas crianças é submetida à chamada disciplina violenta.

A pesquisa engloba dados coletados entre 2010 e 2023, oferecendo um panorama abrangente e atualizado. De acordo com o Unicef, as estratégias de disciplina adotadas nos lares incluem tanto agressões psicológicas — como gritar e insultar — quanto castigos físicos diretos, que envolvem ação direta de causar dor sem ferimentos, como sacudir ou bater.

Qual é a Extensão da Violência Disciplinar Contra Crianças?

Gritar, insultar e agredir são exemplos de disciplina violenta.
Gritar, insultar e agredir são exemplos de disciplina violenta. (Fonte: Reprodução Google)

Dentre os números registrados, impressiona que cerca de 400 milhões de crianças são rotineiramente vítimas dessas práticas disciplinares inadequadas. Deste total, um número expressivo de aproximadamente 330 milhões sofre com a aplicação de punições físicas. Apesar de alguns países já terem legislado contra esse tipo de castigo, ainda há um grande número de crianças sem proteção legal eficaz.

CLIQUE AQUI e receba nossas PRINCIPAIS NOTÍCIAS pelo WhatsApp

Como Isso Afeta o Desenvolvimento Infantil?

Os impactos de uma abordagem violenta na disciplina são profundamente negativos. Conforme apontado pela diretora do Unicef, Catherine Russell, essas práticas prejudicam a autoestima e o desenvolvimento saudável das crianças. Russell enfatiza que uma abordagem carinhosa e lúdica na criação dos filhos não apenas contribui para a alegria dos pequenos, mas também fortalece sua segurança emocional, vital para aprender e desenvolver novas habilidades.

Leia mais: Polêmica! País quer limitar acesso às mídias sociais. Saiba mais!

Primeiro Dia Internacional do Brincar: Uma Iniciativa pela Infância

Paralelamente, o Unicef também destacou a importância das atividades lúdicas com o primeiro Dia Internacional do Brincar. Este dia é uma chamada para reconhecer o papel fundamental do brincar no desenvolvimento cognitivo, social e emocional das crianças. Surpreendentemente, estima-se que uma em cada cinco crianças entre 2 e 4 anos não possui a oportunidade de brincar com seus cuidadores, enquanto inúmeras outras carecem de brinquedos e outros estímulos essenciais para o seu crescimento.

Leia mais: Alerta: casos de ansiedade em crianças e adolescentes superam os de adultos

Diante desses dados, é imperativo promover uma mudança global para proteger as crianças da disciplina violenta e, simultaneamente, fomentar um ambiente lúdico e educativo. Catherine Russell faz um apelo para que todos se comprometam com a erradicação da violência infantil e fortaleçam as interações positivas que contribuem inteiramente para um desenvolvimento saudável. A infância demanda proteção, afeto e, sobretudo, a oportunidade de serem crianças em um ambiente seguro e estimulante.

Veja também:

ATENÇÃO: saiu o fim das dificuldade para os aposentados. (João Financeira TV)

Dica bônus:

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extra: Tenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias: Clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.